terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Altemir Fogo Avlis (Temir Fogo)

Nascido em Florânia, reside atualmente em Natal, fazendo arte desde criança.  Arte educador, Artista visual, pesquisador musical, percussionista e capoeirista de angola.


Como arte-educador desenvolve trabalhos na associação pau e lata desde 2001, entidade artística pedagógica, no qual atualmente exerce a função de vice-presidente. Articulador, oficineiro e coordenador em fóruns sociais e culturais, conferencias de meio ambiente, educação, saúde e outros, no estado do RN e em outros, como é o caso, do “Fórum de Discussões de Cultura de Mossoró/RN” e mais tarde modificado para: “FAM - Fórum de Artistas mossoroense”, no qual, foi coordenador adjunto. 


Nas artes visuais, desde adolescente viveu da mesma, com serigrafia, desenhos e pinturas de painéis para aniversários, decorações, letreiros, envelhecimentos de moveis, esculturas em pedra sabão, madeiras (talhas e xilografia), gesso, isopor, elastômero e espuma ortopédica, grafite, areografia e extensos, sendo articulador em Mossoró da APG, (ação potiguar de grafite) de 2003 a 2007.  


               Em 2003 muda-se para Mossoró e coordena os trabalhos da associação pau e lata na região oeste (Apodí, Jucurí, Janduís) até 2008. No mesmo período, foi arte-educador do grupo “Mulheres em Ação”, para desenvolver atividades (Expressões Gráficas) com crianças e adolescentes em comunidades rurais e urbanas de Mossoró.


             Na área musical no ano 2000 foi percussionista da “Banda Tribunal Zen” (Natal/RN), no mesmo ano fez parte do grupo “Folia de Rua” (Natal/RN) como percussionista e organizador: percussionista no Pau e Lata desde 2001.


             A partir de 2003 na cidade de Mossoró/RN fundou os projetos musicais: “Devotos da Farinha”, “Prelúdio”, “Labú Lambeu o Sol”, “Movimento Musical Jurema Jazz”, grupo “Raimundo Vá”, este ultimo existente ate os dias de hoje


              De 2003 a 2008 foi voluntario na “ACREVI - Associação Comunitária Reciclando para a Vida” (Mossoró/RN, como eco - designe: com participação em elaboração de projetos, oficineiro e produção de artesanatos, brinquedos e instrumentos musicais a partir de sucatas (papel, pet e metais).


            Na capoeira de 2003 a 2007 desenvolveu junto ao “Grupo Muzenza de Capoeira Org. Grande Alto” (Mossoró/RN), o projeto: “Capoeiragem Comunitária” como criador e arte-educador lúdico e pedagógico. Organizou e coordenou “O 1° Encontro de Capoeira e Arte do RN/CE “(Mossoró-RN e Limoeiro-CE), o “1° EREART de capoeira de Mossoró/RN”, o ”2°, 3°, 4° Batizado e Troca de Corda de capoeira do Grupo Muzenza”.


Em 2007, dá inicio ao escambo de capoeira, no “Movimento Escambo Popular Livre de Rua”, na cidade de Carnaúba dos Dantas, Umarizal-RN (2008) e Janduís-RN (2009).


             Em 2008 foi responsável pela cenografia de dois espetáculos apresentados no “FESTUERN – Festival de Teatro da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte” (Mossoró/RN) foram eles:


- “Ilha dos Aguapés” - Programa de Criança Petrobras


- “Cuidado com o Aquabrás” ou “Os Animais tem Razão” - Para o grupo de teatro da “ACREVI - Associação Comunitária Reciclando para a Vida”


Ambos com materiais reciclados.


Em 2009 integra o Bando La Trupe, atuando no espetáculo: “Alice e Severino” como Cenografista, Aderecista e Músico.


Quem quiser saber mais do Bando La Trupe é só acessar o link abaixo.

http://bandolatrupe.blogspot.com

Um comentário:

  1. franklin medeiros4 de abril de 2011 04:24

    conheço esse cabra demais! e não sabia que era conterrâneo!! muito legal!

    ResponderExcluir