domingo, 30 de janeiro de 2011

A FORÇA DE UM SORRISO SERTANEJO



Estávamos vindos de Lages Pintanda/RN para São Tomé/RN, pedalando sob sol forte do meio dia. Eis que, de repente, surge uma figura na beira do caminho andando lento sob o mesmo sol. Era o nosso bom e forte sertanejo que nessa foto nos presenteou com um sorriso SINCERO, porém meio escondido entre o mato seco e o suor de sua eterna labuta.


Reservamos para o leitor das COISAS DE FLORÂNIA um fragmento da obra “Vidas Secas”, onde se destaca a esperança das chuvas...


“Olhou o céu de novo. Os cirros acumulavam-se, a lua surgiu grande e branca. Certamente ia chover. E ele Fabiano, era como a bolandeira, não sabia por que, mas era. Uma, duas, três havia mais de cinco no céu. A lua estava cercada de um halo cor de luta. Ia chover. Bem, a caatinga ressuscitaria, a semente do gado voltaria ao curral, Fabiano seria vaqueiro daquela fazenda morta”. Graciliano Ramos


 Foto: Arquivo dos Calangos do Pedal/www.calangosdopedal.zip.net

Um comentário:

  1. adalgiza batista3 de abril de 2011 11:15

    essa postagem nos revela como é grande a força de nossos sertanejos,vencer por várias vezes os obstáculos de nossas secas.os sertanejos!eles sim deveriam ser contemplados como verdadeiros heróis.

    ResponderExcluir