quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

O CASO JOSÉ LEÃO - 133 Anos Depois


Flamília Souza Leão-Monte Alegre/RN - Foto:Junior Galdino

O caso José Leão

Deixou marcas na cidade


Muita gente ainda lamenta


Tamanha brutalidade

Ceifaram a vida de um homem

Foi  pura perversidade.




A história todos conhecem

Não vou aqui repetir

Pois passado mais de um século

A fé teima em insistir

Que ele atende as súplicas

Daquele que lhe pedir.






Como as cinzas de uma coivara

Sua história adormecia

Mas Padre Carlos falou

De uma pista que surgia

Alguém da sua família

Lá no Piauí vivia.




Junior Galdino e Ana Maria

Outros “Leão” encontraram

Visitaram esse povo

E a eles convidaram

Para visitar Florânia

E a data combinaram.




Foi no ano 2010

No mês de São Sebastião

O nosso povo recebia

A família Souza Leão

Uns com desconfiança

Outros com admiração.






Numa manhã de domingo

Formou-se uma romaria

Cantando e rezando credos

Uma multidão seguia

Em busca de uma capela

A fé esse povo unia.






Ao chegar lá na capela

Num momento de oração

A família do Beato

Causou grande comoção

Quando recebeu do povo

A relíquia de um carvão.






Teve gente que sentiu

Uma grande emoção

Pois bem na hora da missa

A chuva molhou o chão

Como que quisesse apagar

O fogo de tal carvão.



Ao centro Toinha de Duvalino a sua esquerda Pe. Carlos - Foto: Junior Galdino

Toinha de Duvalino

Bisneta de João Porfírio

Pediu perdão aos “Leão”

Por causa desse martírio

Trazendo pros nossos olhos

O alívio de um colírio.




Depois que tudo passou

Eu fiquei a meditar

Isso aconteceu em Flores

Já não há como negar

Mas poderia ter sido

Em qualquer outro lugar.




Como descendente de Toscano

A Jesus peço perdão

Por tamanha injustiça

Praticada nesse chão

E suplicando eu peço

A benção de Zé Leão.

Domingos Toscano (Didi)

Florânia – RN , janeiro de 2010.

3 comentários:

  1. NÃO PEÇA PERDÃO MEU AVÓ SEMPRE DIZIA QUE NÃO FOI UM TOSCANO QUE MATOU ...

    ResponderExcluir
  2. Seguindo domingos meu irmão aqui peço meu perdão pelo trágico acontecido aos antepassados da família jose sousa leão de Monte Alegre RN.

    A jose leão peço perdão!
    e agradeço pela bravura aos tantos coronéis nossos antepassados sejam: toscanos,medeiros,galdinos,todos que "contribuíram" naquela época.
    ZE LEÃO MUITO OBRIGADA PELOS "PELEGOS" DO PASSADO.

    MARIA DE FATIMA AZEVEDO CAVALCANTI.

    ResponderExcluir
  3. a minha avó é sobrinha de Zé Leão, este anos fomos toda afamilia conhecer de perto foi muito emocionante saber da historia e conhecer paraentes. obrigada a padre Carlos e a todos que organizaram o cafe da manhã. somos de Ielmo Marinho

    ResponderExcluir