quinta-feira, 30 de junho de 2011

AS SERESTAS DAS NOSSAS COISAS


Reportagem publicada na revista PREÁ da Fundação José Augusto(Ano 2006).


Postada por Junior Galdino.

FRASE DO DIA


Por Junior Galdino

ANIVERSÁRIO DE RAUL SEIXAS

http://youtu.be/jfxdPYVf8rw
Se fosse vivo Raul seixas teria completado 66 anos no último dia 28 de junho. Vamos relembrar um pouco de sua trajetória por esse planeta:

O ano é 1945. O ano que soltaram a bomba atômica. Foi no dia 28 de junho que Raul Santos Seixas chegou neste planeta. Filho de Dona Maria Eugênia Santos Seixas com o engenheiro ferroviário Raul Varella Seixas, nascido na capital da Bahia, Salvador.

Eu tinha dois ideais: ser cantor ou ser escritor. Esses dois ideais seguiram comigo paralelamente durante toda minha formação. Que são a música e a literatura.

Em 1962 , com 17 anos, monta sua primeira banda de Rock, com o nome Relâmpagos do Rock junto de Décio Gama e Thildo e segue uma carreira cheia de aventuras até seu ´´ultimo trabalho o LP , A Panela do Diabo , para a Warner , desta vez com o nome da dupla na capa (Raul Seixas e Marcelo Nova). Raul já estava mal , tanto na saúde como na situação financeira.

...............................

Era uma manhã de sol do dia 21 de agosto de 1989, segunda-feira, nove horas. Dalva Borges da Silva, empregada de Raul, chega ao apartamento n° 1003 do Edifício Aliança, zona central de São Paulo, e encontra Raul Seixas morto sobre a cama. Dalva imediatamente comunica o médico e a família de Raul. A notícia se espalha e logo as emissoras de rádio e TV divulgam o fato e milhares de fãs, amigos e jornalistas dirigem-se ao prédio onde Raulzito residia. Raul Seixas havia falecido duas horas antes da chegada de Dalva ao apartamento, de parada cardíaca causada pela pancreatite de que sofria há uma década. O corpo é levado para o Palácio das Convenções do Anhembi e dali seguiu para Salvador, onde foi sepultado no Cemitério Jardim da Saudade.

Hoje fala-se muito de Raul Seixas. A grandeza de sua obra começa a receber a atenção que sempre mereceu. O número de fãs aumenta a cada dia e obra de Raul Seixas, cada vez mais, parece ser eterna. Pois suas músicas sempre serão atuais, por mais que o tempo passe.

Dedico esse post a todos os fãs de Raul por esse Brasil a fora e em especial aos que fazem as "coisas de Florânia", abro aqui uma lacuna pro grande maluco beleza de Florânia,  Júnior Izo.

Por Domingos Toscano.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

O RETORNO DA DIFUSORA - A VOZ DO MUNICÍPIO

Nos anos 70 e início dos anos 80, surgem e funcionam outras difusoras como a da Matriz de São Sebastião e o Serviço de Som Ave-Maria (de propriedade particular do saudoso Pe. Sinval). Todavia, com características e sucessos peculiares para cada seguimento ao qual se destinavam cada difusora dessa época. Esse também foi um período que marcou muito os floranienses.


Em meados dos anos 80, a prefeitura municipal reabre a DIFUSORA MUNICIPAL com o programa Ofertas Musicais.



Foto - Equipamentos utilizados no Cinema do Padre.


Desta vez a televisão, o rádio e o Cinema Pio XI (o Cinema do Padre) já faziam parte do cotidiano sociocultural floraniense. Mesmo assim a Difusora ganhou novamente notoriedade entre a população. Foram permanecidos os programas Ofertas Musicais e Oferecimentos do Dia, além de prestação de utilidade pública. O programa Astros Que Brilham não voltou mais a ser exibido nessa nova programação.



Imagem retirada do Jornal Bugi de outubro de 1980.


Nos bastidores da comunicação, nesse retorno da Difusora, estavam Seu Manoel Nazareno, auxiliado por sua filha Maria das Graças, os locutores Reginaldo Toscano (Réu como é conhecido), Leniel Fernandes (hoje Leniel Produções) e a inconfundível Francisca Costa (Cocota), que sempre estava sendo auxiliada por Deda de Seu Chico Delmiro, Betinha Rozendo e Iara Cruz.



Foto montagem dos locutores: Cocota, Zé Damasceno, Reginaldo Toscano, Leniel Fernandes e Seu Manoel Nazareno.


Durante uma década, de 1984 a 1994, Seu Manoel Nazareno assumiu os trabalhos da Difusora A Voz do Município. No seu comando o programa Ofertas Musicais era apresentado diariamente das 09h00min às 10h30min. Cada oferta musical custava Cr$ 0,50 (cinquenta centavos) valor da moeda vigente na época. Toda arrecadação era revertida em benefício ao Clube de Mães Santa Inez.


Os pedidos geralmente eram escritos através de bilhetinhos. Alguns deles vinham com a escrita ruim, porém os de pedidos apaixonados eram muito bem elaborados gramaticalmente e desenhados com corações em torno das bordas do bilhete.


Os cantores mais solicitados eram: As Irmãs Galvão, Giliard, Paralamas do Sucesso, Biafra, Marquinhos Moura, Carlos Alexandre, João Mineiro e Marciano, Fernando Mendes, Roberto Carlos...


“COM VOCÊS, COCOTA! MARCANDO PRESENÇA NA VOZ DO MUNICÍPIO!”. Com esse inconfundível jargão, durante o período de 1986 a 1988, Cocota fazia a abertura do seu programa diário.



Foto - Deda de Seu Chico Delmiro(sentada), Betinha Rozendo(em pé) e Cocota lendo um oferecimento musical. (26/05/1988)


Simpatia, dinamismo e muito carisma era o segredo do sucesso no seu programa que, por sinal, era repleto de notícias, comentários, músicas oferecidas aos ouvintes e aniversariantes do dia.


Durante a época em que esteve à frente dos trabalhos da Difusora, Cocota era auxiliada por Deda de Seu Chico Delmiro, Betinha Rozendo e Iara Cruz.


O valor da música oferecida também era de Cr$ 0,50 (cinquenta centavos). Nesse período o valor do oferecimento musical era revertido para aquisição de discos/LP’s.


Uma das músicas mais pedidas e executadas era Meu Mel, do cantor Marquinhos Moura. “Meu mel não diga a Deus. Eu tenho tanto medo...” Todo jovem, adolescente ou casal apaixonado da época sabia, e tenho certeza de que sabe, até hoje, esse refrão que tocava demais na nossa Difusora. Outros sucessos também eram muito ouvidos como Deixa Eu Te Amar, do saudosíssimo cantor Agepê; Joana; Elba Ramalho; Beth Carvalho...


Infelizmente, hoje, não temos ao menos aquela simples, porém linda Ave-Maria lida todas as noites por Sílvio do Correio, na difusora da matriz.



Onde hoje é banheiro(porta aberta) do Mercado Municipal, funcionou a Difusora (1963 a 1969) e ao lado o antigo prédio da LBA, anos 80 e  início dos anos 90 funcionava  A Voz do Município.


Que fique aqui registrada com toda sua força nostálgica de ser, nessa página virtual e eletrônica, a nossa homenagem aos que fizeram parte dessa história magnífica e apaixonante de operar a máquina que produzia inúmeros sentimentos e grandes emoções aos floranienses.


SAI DO AR SUA DIFUSORA – A VOZ DO MUNICÍPIO!


 Por Junior Galdino

EU TAMBÉM CONSTRUO AS COISAS DE FLORÂNIA


Como foi uma realidade e ótima experiência a vinda do Projeto Rondon para nosso município! Seria também de grande valia a realização do projeto TRILHAS POTIGUARES da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte). Esse projeto possui características um pouco parecidas com o Rondon, porém com suas particularidades e dinamismo próprio, principalmente nos contextos sociocultural e educativo.


A missão do Projeto Trilhas Potiguares é propor novas formas de aplicação do conhecimento gerado na universidade, a partir do contato com as demandas da comunidade externa, buscando a construção solidária do saber voltada para o desenvolvimento sustentável das comunidades. As ações do projeto estão objetivamente voltadas à melhoria da qualidade de vida da população potiguar, priorizando o respeito à cultura e tradição locais, estabelecendo uma sintonia fina entre o saber acadêmico e o saber popular, constituído por habitantes de pequenos municípios do Rio Grande do Norte.


Pense!


Por Junior Galdino

SAI DO AR O JORNAL IBIAPINA!



“Responsabilidade, credibilidade, imparcialidade e muito profissionalismo... Estas são apenas algumas das qualidades dos conceituados apresentadores S. Ramos e Evani Tércio que levam ao ar, de segunda a sexta-feira, das 12:00 às 12:30, o “Jornal Ibiapina”. Os dois jovens, descendentes de famílias simples e humildes, se transformaram em duas das maiores forças do rádio...”


Infelizmente esse valoroso e peculiar meio de comunicação de massa, prematuramente foi extinto, deixando órfã toda uma população que, no badalar do meio dia, parava os seus afazeres e ficava antenada na frente do rádio para ouvir O OUTRO LADO DA NOTÍCIA.




Até o momento não nos foi dada nenhuma explicação REAL do motivo pelo qual o Jornal Ibiapina silenciou-se. Tudo que ouvimos são especulações. Nós, ouvintes e colaboradores da Rádio Comunitária Ibiapina, esperamos que tal acontecimento não tenha sido por motivo de CENSURA.  Seria vergonhoso para qualquer emissora de rádio, que preste serviços a uma comunidade, ocultar dos seus ouvintes informações acerca de temas sociais, culturais e políticos tão importantes para o crescimento intelectual das pessoas, ainda mais quando vivemos no mundo da informação e liberdade de expressão.




Fecho essa postagem homenageando aos meus amigos EVANI TÉRCIO E S. RAMOS pela dedicação, seriedade e coragem de fazer o 1º Jornal Radiofônico de Florânia. Deixo abaixo fragmento de um texto exibido na internet e que resume a importância do EXTINTO JORNAL IBIAPINA.


“O programa, que já faz parte da programação da família floraniense, traz as principais notícias do Seridó e do Rio Grande do Norte, sempre com um conteúdo dinâmico, interativo e, além de tudo, informativo. Seja em casa, no trabalho, no supermercado, na padaria, na farmácia... O ouvinte para e sintoniza o rádio nas ondas sonoras da 87,9 Ibiapina FM”.


Por Junior Galdino


Os textos em destaque itálico foram extraídos do site: http://www.inforside.com.br/m/noticias.aspx?id=1365&sectionID=102

domingo, 26 de junho de 2011

100 ANOS (aproximadamente) SEPARAM AS NOSSAS COISAS DE HOJE





Foto montagem - Rua Barão do Rio Branco, Centro, Florânia/RN. (Início Séc. XX e Início Séc. XXI)

QUAL VOCÊ PREFERE?


Por Junior Galdino

FRASE DO DIA

"Nunca é tão fácil perder-se como quando se julga conhecer o caminho."(Provérbio chinês)




Por Junior Galdino

A DIFUSORA DAS NOSSAS EMOÇÕES

A máquina de produzir sentimentos e grandes emoções.

Durante décadas a cidade de Florânia/RN e suas coisas culturais eram movidas a todo vapor pela força econômica gerada pelo algodão e, no início do século XX, pelo látex da borracha de maniçoba.

 


Foto - Italiano Antônio Giffoni e ao lado Banda de Música Arnaldo Toscano (início do século XX)


Com a influência dos italianos, em especial Antônio Giffoni, Florânia conheceu a música instrumental através da criação da Banda de Música Arnaldo Toscano por Manoel Fernandes da Nóbrega, em 1898. Além da musicalidade, os italianos trouxeram para nossa pequena Flores (nome que o município de Florânia recebeu até 1943) a massa de espaguetes e macarrão, como também o comércio de tecidos e mais influência no campo político quando o seu primo José Fassanaro Pepino, italiano também, foi nomeado prefeito municipal no ano de 1930.


Devido ao município se encontrar bastante afastado geograficamente e culturalmente dos grandes centros urbanos, as novas tecnologias da época demoraram a se fixarem no meio social floraniense.


Como tantos outros lugares do Brasil, Florânia, nos anos 60, não conhecia a mais moderna das invenções, a TELEVISÃO. Mesmo assim a vida cultural do município era divertidíssima. Logicamente dentro de sua realidade interiorana e sertaneja de sua época.


Por isso, no ano de 1963, a Prefeitura Municipal de Florânia inaugurou a DIFUSORA MUNICIPAL, trazendo como locutor e apresentador o saudoso José Damasceno (Professor Zé Damasceno como ficou conhecido). A grade da programação era dividida em três programas diários: Ofertas Musicais, Aniversariantes do Dia e Astros Que Brilham.


 


Foto - Zé Damasceno operando o amplificador Philips e ao seu lado Juliêta de Abdias (Ano 1965)


Nessa época a energia elétrica de Florânia era produzida através de um grande gerador, o Motor de Augusto da Luz (outra história das nossas coisas que contaremos nesse blog). Durante a noite os casais, crianças, jovens e adultos se reuniam na Praça Getúlio Vargas (hoje Praça Pe. Cortêz), para ouvirem a programação da Difusora que era equipada por um antigo amplificador quadrado da marca Philips, um microfone de mão, uma radiola e alguns LP’s.


Todos se assentavam nos bancos da praça e ficavam antenados, digo: de “orelha em pé”, ouvindo o som, as músicas e os oferecimentos que saíam da “boca de ferro”. Ouvindo as melodias e mensagens os casais projetavam seus sonhos amorosos, as crianças seus heróis e o povo, em geral, ficava anestesiado pelo poder das palavras e das canções.


 


Foto montagem - Acima Praça Pe. Cortez; abaixo antigo banco da mesma praça e "boca de ferro" da antiga Difusora.


Os grandes artistas floranienses que participavam do programa Astros Que Brilham eram Dalvanir Miranda, Antônio Silva, Antônio Armando, Maria Helena Ramos de Oliveira (grande compositora de paródias políticas e carnavalescas) entre outros. E que fique registrado, grandes intérpretes do cancioneiro local.


Após 6 (seis) anos de sucesso do programa de Seu Zé Damasceno, numa noite fria de sertão, o som da Difusora não mais ecoou na “boca de ferro”. Motivo: a máquina (amplificador) havia queimado e não tinha mais conserto. Era o fim de quase uma década de sucesso popular. Aquela noite também foi tristemente inesquecível para cultura floraniense.


 


Acervo dos discos da Difusora - Casa de Cultura Popular Cônego Estanislau Piechel


Por tal e qual razão a Difusora substituiu, e muito bem, a televisão, pois naquela época, em Florânia, não existia tal equipamento”(Professor Zé Damasceno) e o brilho dos astros era produzido e reluzido por eles próprios, astros desse lugar chamado Florânia.


Por Junior Galdino

FLORÂNIA DE LUTO, FALECEU EM NATAL AUSTREGECÍLIO CRUZ (CILIM)

Faleceu ontem dia 25 de junho em Natal o floraniense Austregecílio Cruz (Cilim), que já exerceu a função de vereador em nosso municipio nos anos 50 época em que esse serviço era voluntário.




[caption id="attachment_2181" align="alignnone" width="331" caption="Austregecílio Cruz (Cilim)"][/caption]

Cilim sempre esteve presente em matérias deste blog todos os meses postamos fragmentos do poema Os Doze meses no sertão do livro “Flôres do Seridó- Um retrato poético de Cilim.
Quando exerceu o mandato de vereador Cilim escreveu as poesias A Câmara por Dentro Capitulo I e II, nesta, ele trata do cotidiano da Câmara Municipal de Florânia com muita inteligência e uma certa irreverência.


Aos familiares e amigos nossas sinceras condolências.


Postagem: Domingos Toscano


PARA REVER TODAS AS MATÉRIAS RELACIONADAS A CILIM, ACESSE OS LINKS ABAIXO:


http://coisasdeflorania.wordpress.com/2011/05/22/1957/


http://coisasdeflorania.wordpress.com/2011/03/06/os-doze-meses-no-sertao-%E2%80%93-austregecilio-cruzcilim-2/

http://coisasdeflorania.wordpress.com/2011/02/01/os-doze-meses-no-sertao-%E2%80%93-austregecilio-cruzcilim/

http://coisasdeflorania.wordpress.com/2011/02/01/os-doze-meses-no-sertao-%E2%80%93-austregecilio-cruzcilim/

http://coisasdeflorania.wordpress.com/2011/01/25/os-doze-meses-no-sertao-austregecilio-cruzcilim/

http://coisasdeflorania.wordpress.com/2011/06/14/os-doze-meses-no-sertao-%E2%80%93-austregecilio-cruzcilim-5/

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Vou-me embora pro passado

http://youtu.be/k5DcQeeS-68

Viajando pelo mundo virtual encontrei  esse poema  de Jessier Quirino, que faz uma viagem as “coisas” do passado com muito saudosismo e dar um show de interpretação, vale a pena conferir  pois o arquivo é leve e não precisa nem esperar para que ele carregue é super rápido mesmo. Divirtam-se.

Postagem: Domingos Toscano

ARRAIÁ DA ESCOLA NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Floranienses festejam noite de São João



Com a maioria de sua população vivendo na zona urbana, floranienses festejam a noite de São João com fogueiras nas ruas, solta de fogos e muita animação.



Muitas famílias preferiram se deslocarem para zona rural em busca de mais tranquilidade.



A criançada fez a festa e aproveitou o Sossêgo da nossa querida Florânia.

Postagem: Domingos Toscano

O povo seridoense está de luto com a partida de Agostinho Fernandes

[caption id="attachment_2161" align="alignnone" width="295" caption="foto: blog do Claudiano Silva"][/caption]

Nesta tarde de quinta feira, partiu antes do combinado o amigo Agostinho Fernandes, além de professor ele era Líder do sistema oposicionista do município de Tenente Laurentino Cruz.

Segundo as primeiras informações o mesmo faleceu por volta das 13hs e 50 min. vítima de picada de abelhas.

Do blog as sinceras considerações para um cidadão que sempre esteve preocupado com o bem estar do próximo e que Deus o receba com suas bênçãos.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

VIVA OS NOIVOS! CESÁRIO FERNANDES E LUZIA DAMIÃO


A Escola Municipal Domingas Francelina das Neves este ano durante seu tradicional Arraiá da Domingas, fez uma singela, porém bela homenagem ao casal junino mais famoso de Florânia, Cesário Fernandes e Luzia Damião.



Cesário Fernandes e Luzia Damião



Parabéns essa escola, seus funcionários, pais e comunidade escolar mais uma vez mostrando o poder de mobilização que aquela comunidade possui.


VIVA OS NOIVOS!



Casamento Matuto Quadrilha Junina início do anos 80(local Quadra de Esporte ao lado do Clube Municipal. Participantes na foto: Dr. Aurélio de chapéu branco e óculos, Dona Gracinha Pereira entregando o noivo, Tiel Fernandes representando o juiz, Mocinha de Severino José a testemunha, Cezário Fernandes o noivo em cima de uma cadeira, ao lado sua noiva, ao fundo Manoel Cícero entre outros)


Por Junior Galdino


http://youtu.be/-UFSo7sTE_Q

terça-feira, 21 de junho de 2011

A HISTÓRIA DE ZÉ LEÃO NO CINEMA


Foram necessários dois anos para escrever o roteiro cinematográfico do filme sobre a história de Zé Leão.


Muita pesquisa de época foi realizada, porque a história acontece no sertão durante o início da maior seca do nordeste de 1877(essa seca matou quase 1 milhão de pessoas).


Os sertões de Euclides da Cunha foi o norte para fala dos personagens, além de O Auto da Compadecida (Peça teatral de Ariano Suassuna), A Guerra de Canudos (filme de Sérgio Rezende), Lampião e Maria Bonita (minissérie da TV Globo), O Nome da Terra (livro de Câmara Cascudo), Grande Sertão Veredas (Guimarães Rosa)... A pesquisa ainda se aprofundou nas obras do artista plástico Cândido Portinari, figurino de época, cenários, locações, trilha sonora...


A minha pesquisa sobre a vida de Zé Leão começou em 1992 e há pouco tempo recebi um documento – uma carta – com depoimento de um cidadão floraniense que participou das buscas dos restos mortais de Zé Leão, no dia 21 de janeiro de 1877, esse documento foi crucial para esclarecimentos de dados e informações que estavam há 134 anos enterrados pelo silêncio imposto pelos coronéis da época.


No decorrer dos dias fornecerei outras informações sobre o filme. Como também a história de Zé Leão e curiosidades da época.


Hoje postarei a ideia da capa do filme em xilogravura. Utilizei um site disponibilizado pela Rede Globo através do canal na internet da novela Cordel Encantado.


O nome do Filme A SAGA DE ZÉ LEÃO NA TERRA DO MATA E QUEIMA.


Por Junior Galdino

A FRASE DO DIA

A série A Frase do Dia está de volta depois de algum tempo. Atendendo aos pedidos dos nossos queridos leitores estamos voltando com essa série repleta de reflexões diárias e de autoestima, motivação e pensamentos otimistas e realistas.




"O desempenho de uma empresa é baseado em soluções e problemas, se for um problema, tem solução! Se não tem solução, então não deve ser um problema. Não existe um caminho novo. O que existe de novo é o jeito de caminhar e é bom saber que a gente tropeça sempre nas pedras pequenas, porque as grandes a gente enxerga de longe, e saber administrar essas situações é o que caracteriza um comportamento otimista e de prosperidade." (Autor Desconhecido)




Por Junior Galdino

A NOVA ARQUITETURA DAS COISAS DE FLORÂNIA - 5º Olhar


Mais um novo modelo em nossa arquitetura floraniense surge e merece todos os olhares pelo bom gosto e modernidade.


Nessa quinta postagem sobre a nova arquitetura das nossas coisas, trazemos a beleza de traços geométricos não circulares, porém em ângulos retos, quadros e retangulares numa harmonia impa, merecendo destaque também, diga-se de passagem, o eclético gosto pelas cores em tons pasteis, vermelho e laranja confundindo-se com uma aplicação vertical em pastilhas de pedra. Tudo isso simetricamente bonito.


Foto e texto por Junior Galdino



Acesse os links abaixo e veja as outras matérias sobre A NOVA ARQUITETURA DE FLORÂNIA

http://coisasdeflorania.wordpress.com/2011/02/08/a-nova-arquitetura-de-florania-1%c2%ba-olhar/

http://coisasdeflorania.wordpress.com/2011/02/20/a-nova-arquitetura-de-florania-2%c2%ba-olhar/

http://coisasdeflorania.wordpress.com/2011/02/27/a-nova-arquitetura-de-florania-3%c2%ba-olhar/

http://coisasdeflorania.wordpress.com/2011/04/15/a-nova-arquitetura-das-coisas-de-florania-4%c2%ba-olhar/

 

Dia da Mídia

Dia da Mídia

"Mídia" significa "informação"; significa que "o meio é a mensagem", como bem definiu na década de 1960 o teórico da comunicação canadense, Marshall McLuhan. Mídia é, pois, todo e qualquer meio que sirva de transporte para transmitir sinais de mensagens, começando pela voz, passando pelos aparelhos de comunicação e finalizando com a camiseta serigrafada.




[caption id="attachment_2121" align="alignnone" width="400" caption="Dize-me para quem blogas e eu te direi quem és."][/caption]

Atualmente, em todo o mundo, a discussão sobre a ética na mídia tem gerado polêmica, pois muitas vezes os meios de comunicação rompem com essa ética em prol de interesses particulares, financeiros e/ou políticos. O papel da mídia como agente formador de opinião tem sido duramente criticado, diante do abuso da liberdade de expressão garantida aos profissionais e às empresas da área.


Nem sempre os profissionais da mídia agem com responsabilidade. Ao contrário, muitos apostam em campanhas de ódio e na disseminação de notícias dramáticas e sensacionalistas que alimentam a violência, visando a lucratividade máxima para as empresas de comunicação.

[caption id="attachment_2124" align="alignnone" width="400" caption="Upa, cavalinho! (ou seria "burrinho" ?)"]Upa, cavalinho! (ou seria "burrinho" ?)[/caption]

Esse tipo de atitude evidencia que, com algumas exceções, a mídia tem sacrificado a qualidade em nome do lucro imediato que as notícias negativas trazem.

Felizmente, existem as exceções, e muitos profissionais ligados à mídia divulgam informações positivas e construtivas que expandem os horizontes do receptor das mensagens. São esses profissionais que merecem respeito e admiração, pois deles também depende a paz mundial.

Por meio das Nações Unidas, de voluntários, de organizações não-governamentais (ONGs) e instituições envolvidas com a melhoria da qualidade dos meios de comunicação, criou-se um código de ética para a mídia:

[caption id="attachment_2126" align="alignnone" width="400" caption="Ué? Cadê o "outro lado" da notícia que deveria estar aqui?"][/caption]

Fonte das charges:http://www.ivancabral.com/2010/06/charges-sobre-midia-e-manipulacao.html
1. É responsabilidade moral da mídia disseminar informações em cada aspecto da realidade em que nós vivemos.
2. A mídia deve disseminar a informação com respeito e consideração pelo público.
3. A informação deve ser organizada, distribuindo o "peso" dos diferentes setores, para respeitar o direito ao conhecimento de importantes grupos sociais.
4. A informação deve refletir a realidade com uma variedade de conteúdo e notícias que espelhem os componentes da real situação, à medida que seja definida.
5. A informação deve procurar, sempre que possível, as causas dos eventos que influenciam o comportamento dos seres humanos.
6. A mídia tem o privilégio e a tarefa de reportar os eventos relatados no contexto de sua relação com os princípios da responsabilidade e da busca pelo bem comum.
7. É privilégio, tarefa e responsabilidade da mídia fazer o seu melhor para enfatizar as conexões entre os eventos mundiais mais significativos.

O papel da mídia é de fundamental importância na história da humanidade; por isso, deve ser baseado exclusivamente no bem-estar comum, nutrindo a solidariedade, apontando soluções quando possível, criticando quando necessário, mas sempre mantendo a ética profissional.

Pesquisa e postagem: Domingos Toscano

Fonte: http://www.paulinas.org.br

segunda-feira, 20 de junho de 2011

COMPARANDO A FLORES DE ONTEM E A FLORÂNIA DE HOJE


Mais uma vez nossas coisas são comparadas de maneira nostálgica. Nessa postagem pedimos aos nossos leitores e internautas que observem com bastante cuidado as mudanças ocorridas nas fotos. Ruas sem calçamentos, a torre da igreja, a lombada, a energia elétrica, o meio de transporte...


Agora é com você e aproveita para fazer algum comentário. Desejo-lhe uma ótima observação.


Por Junior Galdino

sexta-feira, 17 de junho de 2011

VIVA O SÃO JOÃO DA DOMINGAS!!!



Imagem retirada da internet e modificada graficamente para fins de edição, o que leva a não corresponder a realidade dos fatos.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

[caption id="attachment_2090" align="alignnone" width="590" caption="Charge modificada graficamente. Fonte:http://www.biodieselbr.com/charges"][/caption]

Postagem: Domingos Toscano

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Saudades de Déllio

Curtindo o Facebook da amiga Deliany Gifoni encontrei essa montagem de fotos do seu irmão Déllio que há oito anos atrás nos deixou de forma inesperada. Tenho algumas lembranças daquele menino simpático cheio de amizades e que as garotas sempre estavam de olho, olhando essas imagens ainda fica difícil de acreditar no que se passou, mas a vida nos proporciona esses momentos que muitas vezes são inesplicáveis.  A amiga Deliany nosso conforto e carinho na certeza de que Déllio se encontra ao lado do pai.




[caption id="attachment_2084" align="alignnone" width="388" caption="Por Domingos Toscano"][/caption]

FIM DO MUÍDO????

[caption id="attachment_2078" align="alignnone" width="482" caption="Foto retirada do blog do Bloco muído e modificada graficamente para fins de edição, o que  leva a não corresponder a realidade dos fatos."][/caption]

Por: Domingos Toscano.

terça-feira, 14 de junho de 2011

OS DOZE MESES NO SERTÃO – Austregecílio Cruz(Cilim)

MÊS DE JUNHO

(Extraído do livro “Flôres do Seridó- Um retrato poético de Cilim”)



Em junho chega a abundância

milho verde e feijão

melancia e melão

são comidos com ganância.

nos rios plantam-se batatas

do milharal faz-se as viradas,

nas noites "santificadas"

há sambas e serenatas.

CUIDADO COM O QUE VOCÊ COLOCA NA INTERNET

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Viva Santo Antônio

Floraniense é destaque em reportagem do Jornal do RN TV segunda edição


 A autora e escritora floraniense Ana Maria Azevêdo Souza foi destaque na segunda edição do RN TV deste sábado (11), fato este que deixou os floranienses orgulhosos ao ver mais uma filha da terra, sendo valorizada.

Na reportagem, Ana Maria fala um pouco das crenças populares do nordestino e ensina algumas simpatias para a noite de Santo Antonio de Pádua, para as mulheres que desejam arranjar um companheiro, namorado ou marido, por este ser considerado o santo casamenteiro.

O blog parabeniza a nossa conterrânea e descendente dos fundadores desta terra tão querida chamada Florânia.

Assista o vídeo da matéria na íntegra.

http://youtu.be/-v5PuZSoTJM

Postagem retirada na íntegra do blog Claudiano Silva

segunda-feira, 6 de junho de 2011

TIME DOS TRIPEIROS É CAMPEÃO DA UEFA EUROPA LEAGUE

 


O Futebol Clube do Porto conquistou no dia 18/maio a UEFA Europa League 2010/2011, derrotando o Braga, no duelo português da final do torneio mais democrático da Europa.


A partida decisiva aconteceu no belíssimo Aviva Stadium, em Dublin, na Irlanda, que recebia um público de mais de 45 mil pessoas.



O que tem haver a cidade Flor do Seridó com isso?


Como sempre estamos realizando e propondo analogias neste espaço, não poderíamos em hipótese alguma deixar desapercebido o título dos tripeiros no âmbito futebolístico local e internacional (Vila Jucuri-Florânia/RN e Europa, respectivamente). Por isso estamos fazendo uma singelíssima homenagem aos tripeiros desportistas de Florânia. Através de uma profunda teima, digo: pesquisa, encontramos uma PHOTOGRAPHIA de 1962, onde posa para a lente da câmera o time de futebol da Vila Jucuri, o time dos tripeiros brasileiros. Um detalhe que nos chamou a atenção fora Manelão, atacando na linha e não como arqueiro título que o consagrou na história do esporte floraniense.


Preservar a memória de Florânia faz parte de nossas coisas.



Foto – Time do Jucuri -1962(acervo pessoal Manelão)

Direita para esquerda – em pé:

Vicente Clemente, Zé Lázaro, Otoniel, Carlos Luiz, João de Teca(goleiro), Nuca, Inácio Leite, Vicente Maria, João Bosco(menino), Manoel Basílio.

Agachados – esquerda para direita:


Genival, Cirineu, Manelão(segurando a bola capotão), João Valentim e Jurubeba.

PROGRAMAÇÃO DO CONGRESSO DO TERÇO DOS HOMENS

No próximo dia 21 de agosto de 2011 acontecerá na cidade de Florânia – RN, na casa da Mãe, a maior concentração de homens que rezam o terço da história do Rio Grande do Norte. E para isso, venho convidar você e o seu grupo para estamos reunidos em torno da Mãe de Jesus e nossa, Nossa Senhora das Graças.


 


PROGRAMAÇÃO


 7h às 8h – Acolhimento no Centro de Estudos e Reflexão Dom Heitor de Araújo Sales, no alto do Monte das Graças. Na oportunidade será oferecido café da manhã aos participantes.


 8h – Celebração da Santa Missa, concelebrada por todos os padres do Zonal II e demais padres presentes.


 10h – Palestra: A importância da oração do terço na vida dos homens.


 10h40min – Intervalo.


 11h – Troca de experiências sobre as atividades desenvolvidas pelos GOTHs presentes.


 11h40min – Entronização do SS. Sacramento, reza do terço, bênção do SS. Sacramento e despedidas.


 12h30min – Almoço de confraternização (os que desejarem almoçar deverão marcar na sua ficha de inscrição. O valor do almoço será de R$ 7,00)


 Aos que desejarem estaremos oferecendo um Kit como lembrança do Encontro (Manual do Terço dos Homens; Cd com 14 músicas que falam do terço dos homens e um terço que será abençoado na hora da bênção do SS. Sacramento). Os interessados deverão marcar na sua ficha de inscrição. O kit custa R$ 15,00.


 As inscrições serão gratuitas e deverão ser encaminhas até o dia 31 de julho para:


 PAROQUIA DE SÃO SEBASTIÃO DE FLORANIA


Praça Pe. José Dantas Cortez, SN


59335-000 Centro – Florânia – RN


 Tire suas dúvidas pelo telefone: 84-34352702.


Tire suas duvidas por e-mail: joseilzon.lima@hotmail.com


Fique informado das novidades do encontro: http://santuariodasgracas.blogspot.com/

domingo, 5 de junho de 2011

O LEITE DAS COISAS DE FLORÂNIA


Nossa Senhora da Lactação ou do Leite

Com tanta confusão e disputa eleitoral As Coisas de Florânia resolveu apelar para as divindades celestiais trazendo um pouco de cultura e oração para nossos leitores.


CULTURA/CURIOSIDADE


Uma lenda, dos tempos de Cristo, narra que os pais de Jesus fugiam da perseguição de Herodes para o Egito. José e Maria pararam em uma gruta perto de Belém para descansar. A Mãe de Jesus aproveitou para amamentar seu filhinho. Algumas gotas de leite caíram no chão e transformaram em cor branca a pedra na qual se assentavam. O povo daquele vilarejo e também de outras partes veneram essa gruta. Muitas mamães peregrinam até o local e raspam a pedra para misturar o pó com seu próprio leite e água, e dar para seus bebês. Supõe-se que foi assim a origem da devoção a Nossa Senhora do Leite.


ORAÇÃO/FÉ
Mãe divina! Como fornecestes o alei­tamento ao menino Deus para seu crescimento corporal, no dizer de São Pedro (1Pd 2,2) “como crianças recém-nascidas desejai com ardor o leite espiritual que vos fará crescer para a salvação”, alcançai-me de Deus a graça de me robustecer na fé, esperança e caridade. Amém.



Como dizia aquela propaganda: TOMOU?

O DICIONÁRIO DAS COISAS DE FLORÂNIA - de A a Z (1ª Parte)



EXPRESSÕES, SINÔNIMOS E SIGNIFICADOS DAS COISAS DE FLORÂNIA.


O DICIONÁRIO





































































































































































































































































































































































































































































































































































































































PALAVRA



SIGNIFICADOS



001



AGORA VÁ!



Confirmação negativa (não vou).



002



AÍ DENTRO!



Expressão de espanto; expressão de retribuição a algo.



003



ALUIR



verbo - Se levantar; se mover.



004



APERREIO



s.m. – nervosismo; preocupação.



005



ARENGA



s.f. – briga; luta.



006



ARRIBAR



verbo - Subir; levantar.



007



ARUPEMBA



s.f. - Espécie de peneira confeccionada de maneira artesanal, utilizando matéria prima: palha e arco de madeira.



008



AVALIE SÓ!



Chamando a atenção; pare e pense!



009



AVEXADO



adj. – apressado;



010



AVIE



s.m – seja rápido; logo; ligeiro.



011



BABÃO



adj. - Bajulador; puxa saco; cheleléu.



012



BARRER



verbo - Varrer.



013



BARRER A QUENGA!



Ficar irado; com raiva.



014



BATER DE FRENTE



Enfrentar o adversário sem medo.



015



BILOCA



s.f. - Bola de gude.



016



BILOURA



s.f. - Turica; desmaio.



017



BOCA DE FOGO



Corrida em alta velocidade.



018



BOTAR BONECO



Opinar; opinioso; criar confusão.



019



BUCHO



s.m. - Barriga.



020



BUCHO INCHADO



Inflamação intestinal.



021



BULIÇOSO



adj. – inquieto; hiperativo.



022



BULIR



verbo - Mexer; tirar do lugar.



023



BURA



s.f. - Abreviação de buraco no chão onde as bilocas percorrem e caem durante uma partida de biloca.



024



CABOCO BRABO



Índio.



025



CAFUÇÚ



s.m. – homem sem valor;



026



CANGAPÉ



s.m. - Golpe de luta dentro d’água, mergulhando e jogando a perna com força contra o adversário.



027



CANGOTE



s.m. – pescoço.



028



CAPILOÇADA



s.f. - Pessoa astuciosa.



029



CARA DE NOIS TODO!



Maneira de cumprimento; parecido;



030



CARÃO



s.m. - Bronca; repressão; sermão.



031



CATAR COQUINHO



Perder tempo;



032



CHAMATIVO



adj. – espalhafatoso; teatral; espetacular.



033



CHELELÉU



adj. - Bajulador; puxa saco; babão.



034



CIDADE DE PÉ JUNTO



Cemitério.



035



CUNHÃO



s.m. - Testículos.



036



CURURU



s.m. – sapo.



037



DERRADEIRO



adj. - O último de todos; final; extremo; Inicial (antônimo) e primeiro (antônimo).



038



DIA DE SÃO NUNCA



Expressão negativa e duvidosa a uma promessa difícil de ser cumprida.



039



DIA GRANDE



Dia de feriado religioso.



040



DIFRUCIO



s.m. - Gripe; doente.



041



DOMINGO DE INTRUDE



1º Domingo antecedendo a Quarta-feira de Cinzas.



042



EM RIBA



Em cima de algo; sobre algo.



043



ENCAPETADA



adj. - Traquina.



044



ENROLAR O OITÃO



Realizar uma curva na lateral(direita/esquerda) externa de uma casa.



045



ENXERIMENTO



s.m. – transa; sexo; namoro quente.



046



ESBARRAR



verbo - Frear de modo brusco.



047



FINO



s.m. – por pouco; por quase nada; por um triz.



048



FUXICO



s.m. – fofoca; boato; rumor.



049



GALETO



s.m. – ninfeta; mulher nova; moça.



050



GARGANTEIRO



adj. – Pessoa que nasce ou nasceu no Sítio Garganta.



051



GOROROBA



s.f. - Comida fraca/ruim.



052



GOTA SERENA



Muito animada; rapidez.



053



LAMBISGOIA



s.f. - Ser desprezível.



054



LEVAR CALDO



Sufocação ao engolir água em banho ao ar livre (açude, tanques, rio, piscina, mar...).



055



MARMOTA



s.f. – feiura; feio; bizarro.



056



MARMOTENTO



adj. – pessoa engraçada; pessoa feia.



057



MAROMBA



s.f. – Espécie de peso confeccionado artesanalmente, com uma barra de ferro e em cada uma de suas extremidades uma lata de tinta preenchida com concreto.



058



MATUSCA



adj. - Hierarquia máxima em uma partida de biloca.



059



MELÉ BEBO



Pessoa de vida boa; Pessoa sortuda;



060



MENTIRA CABELUDA



Grande mentira; uma estória de faz de conta.



061



MÊS DE MAUÇO



Mês de março.



062



MÊS DE SANTANA



Mês de julho.



063



MÊS DE SÃO JOÃO



Mês de junho.



064



MIJADA



s.f. - Termo utilizado entre os músicos da Banda Arnaldo Toscano, para designar uma bronca do maestro; carão; repressão; sermão.



065



MOLESTA DOS CACHORRO



Pessoa nervosa; possuído de ira.



066



MORDIDO DO PORCO



Pessoa com muita raiva; ira; fúria; cólera.



067



MORREU MARIA PREÁ!



Não existe mais solução; ponto final.



068



MUGANGO



s.m. – careta.



069



MUÍDO



s.m. - Movimento constante; confusão, pizeiro;



070



MUIÉ



s.f. - Mulher.



071



NEM A PAU!



Outra confirmação negativa (não vou em hipótese alguma, nem apanhando de pau).



072



NEM UM OVO



Nada; coisa nenhuma.



073



NOITE GRANDE



Última novena da festa do padroeiro.



074



Ô MANGA!



Passado (a) pra trás; enganado (a); traído;



075



Ô PREÁ!



Mentira.



076



O PRIMA SOU EU!



O primeiro da vez na sequência de espera, para entrar em uma partida de futebol.



077



ÔXENTE!



s.m. - Expressão de espanto.



078



PARRUDO



adj. – Pessoa de físico atlético; fisiculturista.



079



PÉ DE CINZA



Pessoa natural da cidade de Tenente Laurentino Cruz.



080



PÉ DO BUCHO



Região abdominal abaixo do umbigo.



081



PEGA AR



Quando uma pessoa fica muito nervosa ou muito aborrecida.



082



PEGAR O BECO



Sair correndo; dá o fora.



083



PEITAR



verbo - Bater; pancada ocasionada por acidente.



084



PEIXEIRA



s.f. - Faca, viana.



085



PELÉ



adj. - Pessoa esperta; astuta.



086



PENSE NUM MOVIMENTO!



Confusão grande.



087



PENSE NUMA MANGA!



Superlativo do ato de ser enganado (a) no sentido da reflexão do ocorrido.



088



PICICA DO CÃO ESCORREGA SABÃO!



Desejo de má sorte a outra pessoa; rogar praga; figa; expressão de superstição.



089



PINGA



s.f. - Outro Termo utilizado entre os músicos da Banda Arnaldo Toscano, para designar uma multa a ser paga pelo músico que faltar a qualquer apresentação da banda.



090



PISA



s.f. – surra, apanhar.



091



PIZEIRO



s.m. - Movimento constante; confusão, muído; vá-va-vu.



092



POIQUEIRA



ajd. - Algo que não presta; sem serventia; seboseira.



093



PRA CACHORRO



Não presta; não vale nada.



094



PRESEPADA



s.f. - Brincadeira engraçada; situação cômica.



095



QUENGADA



s.f. - Pancada de cabeça; cabeçada.



096



QUENGO



s.f. - Cabeça.



097



RABO DA GATA



Final do bairro Rainha do Prado, saída para cidade de Tenente Laurentino Cruz.



098



REBOLAR NO MATO!



Jogar no lixo.



099



RELA-BUCHO



Dança; forró.



100



RODA



s.f. - Praça Mãe Santa, localizada no bairro Paz e Amor (sua construção em forma geométrica circular), por isso, roda da mãe; ponto de encontro principalmente dos alunos das Escolas Estaduais Teônia Amaral e Coronel Silvino Bezerra.



101



RONCOI



s.m. - Homem com deformação genital, possuindo apenas um testículo.



102



RUINDO-O-QUENGO



Doido.



103



SEBOSEIRA



adj. - Algo seboso, sujo; imundice; imundo; lixo.



104



TÁ SÓ AS PREGAS



Estágio final de vida; velha/velha; acabado.



105



TOLETE



s.m. - Merda; fezes.



106



TRIPEIRO



s.m. - Moradores da Vila Jucuri, descendentes do fundador do município, Cosme de Abreu Maciel, que era tripeiro da cidade de Porto Portugal.



107



TURICA



s.f. - Desmaio; biloura; fraqueza.



108



TURRUMELO



s.m. - Tolete grande; coisa grande.



109



VÁ SE DANAR!



Desejar mal a alguém; rogar praga.



110



VAMOS ENCOSTAR O FERRO?



Expressão muito utilizada na época das “canoa” (balança) e do carrossel de Seu Chico do Saco.



111



VÁ-VA-VU



Movimento constante; confusão; muído; pizeiro.



112



VAZIE



s.m. - Lateral direita ou esquerda da região abdominal (barriga) na linha da cintura.



113



VESTIR PALETÓ



Morrer.



114



VIANA



s.f. - Faca; peixeira.



115



VIGE



s.m. - Expressão de espanto.



116



VÔTE!



s.m. - Surpreso; admirado; impressionado; recriminação a algo.



117



VOU SUBIR!



Se deslocar do centro da cidade para os bairros: Paz e Amor, Bugi e Rainha do Prado (ambos localizados na parte mais alta da cidade).



118



ZOIUDO



adj. – pessoa de olhos grandes



119



ZOMBETEIRO



s.m. – diabo;



120



ZUADA



s.f. – barulho intenso; poluição sonora.


sábado, 4 de junho de 2011

recados para orkut





Desenhos assassinos.Violência na TV e nos games criminosos deixa os jovens insensíveis, diz pesquisa.Existe uma emissora que mostra uma criança com um caximbo na boca 24 horas por dia

Humor: 5

Crianças e jovens expostos à violência em filmes e jogos eletrônicos podem se tornar não apenas insensíveis, como apresentar comportamentos agressivos, segundo estudo publicado na última edição do Oxford Journal of Social Cognitive and Affective Neuroscience. De acordo com especialistas dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos, isso demonstra a importância de os pais estarem vigilantes em relação ao conteúdo o qual os jovens têm acesso na TV e através de outros meios.

Na pesquisa, 22 garotos com idades entre 14 e 17 anos assistiram a clipes de quatro segundos de cenas violentas, separadas em três blocos de 20 clipes com níveis de violência muito leve, leve ou moderado. E, após cada clipe, o participante tinha de apertar um dos dois botões disponíveis avaliando se o vídeo foi menos ou mais violento que o anterior.



Avaliando a resposta cerebral desses participantes através de ressonância magnética, além da resposta da pele através de eletrodos nos dedos, os cientistas notaram que os vídeos violentos, ao longo do tempo, vão inibindo as reações emocionais dos jovens, podendo deixá-los “insensíveis” e afetar negativamente seu comportamento. “A nova descoberta importante é que, com o tempo, a exposição a vídeos mais violentos inibe as reações emocionais a vídeos agressivos similares”, escreveram os especialistas.


Além disso, os autores destacam que as descobertas podem ser extrapoladas para o dia a dia, pois os jovens que já assistiam a vídeos violentos em casa apresentavam menos respostas emocionais aos vídeos do estudo.


Fonte: http://epocaestadobrasil.wordpress.com/2011/05/08/desenhos-assassinos-violencia-na-tv-e-nos-games-criminosos-deixa-os-jovens-insensiveis-diz-pes


Postagem: Domingos Toscano